© Direitos Reservados

A Tradição ainda é o que era no Bolhão!

24 de maio de 2019

O São João é uma festa de arraiais populares que festejam o nascimento de São João Batista. Não se conhece a data de origem, mas já no século XIV se fala desta grande festa na cidade do Porto.

 

Sabe-se sim, que tem origem pagã, ligada ao culto do sol e do fogo durante o solstício de verão, onde se festejava a abundância das colheitas e a fertilidade.


É, ainda hoje uma festa repleta de tradições, ligadas a produtos bem presentes no Mercado, e enraizada na cultura portuense.

 

1. Alho Porro, Erva-Cidreira e Limonete


O alho porro é um dos elementos mais importantes no São João, e que simboliza sorte.

Noutros tempos, as pessoas apanhavam o alho porro selvagem durante a noite das festividades e colocavam-no atrás da porta de casa como amuleto de proteção.
Era também usado pelos rapazes para namorar/brincar com as raparigas com quem se cruzavam, que respondiam de igual forma com ramos de cidreira e limonete.
Mais tarde, esta tradição foi substituída parcialmente pelos martelos de plástico.

 

2. Fogo e Balões de São João


Esta festa está ancestralmente ligada ao culto do fogo e do sol, hoje representados nos balões de ar quente, no fogo de artificio e nas fogueiras. É um ato de grupo, símbolo de alegria e entusiasmo, que requer alguma arte e engenho.

 

3. Sardinhas e Carnes Assadas


Noutros tempos, o anho era o alimento tipico da noite de São João na cidade do Porto. No entanto diz-se que há alguns anos atrás, alguém se terá lembrado de assar umas sardinhas que sobraram da Festa do Senhor de Matosinhos.

O sucesso terá sido tal, que tornou permanente a sua presença nas festas de São João. Para quem não é amante de peixe, há sempre as fêveras grelhadas.

 

4. Cascatas de São João e Manjericos


Tal como o presépio de natal (solstício de inverno), as cascatas de são joão (solstício de verão) representam a Vida, neste caso na perspetiva da gratidão pela abundância, onde se fazem representar geralmente as mais antigas profissões.

É também presença assídua desta época, os tradicionais vasos de manjericos com versos populares. Diz a tradição que os namorados ofereciam manjericos às suas amadas.

 

5. A Regata dos Barcos Rabelos


A água é o elemento que representa pureza, e é considerado um símbolo de fertilidade. Há quem goste de manter esta tradição e percorra toda a marginal do Douro, de bailarico em bailarico até ao nascer do sol na praia.
No dia 24, acontece ainda a tradicional regata que conta com os típicos barcos rabelos, que representam as principais marcas de Vinho do Porto.

 

Venha ao Bolhão e tenha um ótimo São João!

Fique informado sobre as atividades do mercado.

© 2018 • Todos os direitos reservados.