© Miguel Nogueira

Mercado Temporário tem horário alargado

4 de maio de 2018

Clientes e comerciantes satisfeitos, bancas cheias de tudo o que sempre houve no Bolhão e visitantes curiosos por rever um velho mundo, num espaço novo, que compram e prometem voltar. É esta a realidade que se vive no Mercado Temporário, uma casa dos portuenses com horário alargado e que só nos dois primeiros dias chamou cerca de 30 mil pessoas.

 

Ao contrário do que acontecia no edifício histórico do Bolhão, que ainda a partir deste mês começa a beneficiar de obras de restauro, no Temporário as bancas estão abertas a partir das 8,00 horas e até bem mais tarde: o espaço funciona de segunda a sexta-feira até às 20,00 e aos sábados até às 18,00 horas.

 

Desde a sua abertura, a 2 de maio, o Temporário tem merecido a atenção da cidade. Logo no primeiro dia foram 14 mil os visitantes. O número seria duplicado até ao fim desta quinta-feira. No espaço - localizado na Rua de Fernandes Tomás, n.ºs 506/508 - encontra-se a larga maioria dos vendedores de frescos e lojistas do velho edifício. Daqui resulta a diversidade e a qualidade de produtos a que o Porto há muito se habituou.

 

Até julho, e com o intuito de acompanhar uma transição que se está a mostrar bem-sucedida, decorre uma campanha de fidelização de clientes. No local, em stand devidamente sinalizado, os consumidores podem adquirir e/ou atualizar a sua caderneta com um carimbo por compra diária. Os carimbos dão direito a uma série de brindes úteis gratuitos.

 

Esta é uma das iniciativas em curso para promover o Mercado Temporário. Múpis nas ruas ou ativações em estações de metro são exemplos do que está a ser feito pelo Bolhão.

Fique informado sobre as atividades do mercado.

© 2018 • Todos os direitos reservados.