Campanha que promove vendedores leva clientes ao Bolhão

10 de dezembro de 2016

A campanha publicitária que a Câmara do Porto lançou para promover, neste Natal, os vendedores e os produtos tradicionais do Bolhão está a apaixonar os portuenses, que se revêm na sua genuinidade e mensagem. Vendedores dizem que já sentem a diferença e que têm sido procurados por clientes devido à iniciativa.

Além de 250 mupis espalhados pela cidade, com as cinco imagens concebidas pela equipa de comunicação da Câmara do Porto e pela White Studio, também jornais e revistas como a Visão, Sábado, Público, JN, Correio da Manhã e Expresso estão a publicar os anúncios que mostram os rostos e os produtos do mercado, que em 2017 começará a ser restaurado.

Mas o impacto da campanha, que inclui ainda spots de rádio na Rádio Nova e difusão digital, através do Portal de Notícias do Porto e das redes sociais, vai muito além da publicidade paga. A generalidade da imprensa tem feito eco da iniciativa, com vários jornais a publicarem notícias não pagas e a fazerem chamadas à primeira página.

Também na TV tem havido uma grande divulgação da campanha através de serviços noticiosos. Depois de revelada segunda-feira no Jornal 2 da RTP2, que foi realizado em direto do centro do Porto, também a TVI ocupou ontem alguns minutos dos seus principais serviços noticiosos (nomeadamente o Jornal das 8, que é o mais visto em Portugal) para dar a conhecer a campanha e a reação dos vendedores.

Na reportagem da TVI pode ver-se a satisfação dos vendedores, que dizem já sentir os efeitos da campanha, com uma maior afluência de clientes.

As imagens que compõe a campanha, intitulada "A sua ceia de Natal começa no Mercado do Bolhão", foram captadas numa manhã, no mercado, mediante autorização dos vendedores que, no entanto, não foram previamente informados. Assim, os produtos, as suas roupas e todo o ambiente são naturais, não tendo havido qualquer recurso a estúdio, adereços, maquilhagem, escolha prévia de produtos ou guarda-roupa.

Fique informado sobre as atividades do mercado.

© 2018 • Todos os direitos reservados.